foto-profilePessoas s√£o mundos. Como neurocientista, pesquiso o comportamento humano e as for√ßas invis√≠veis que moldam a forma como n√≥s pensamos, agimos e nos relacionamos. Com o vi√©s biopsicosocial da neuroci√™ncia, trabalho com o time de designers, traduzindo a pesquisa de comportamento para a realidade de UX (user experience), ajudando a minimizar as dores das intera√ß√Ķes e experi√™ncias humanas, aumentando o conforto emocional e o entendimento das marcas sobre os seus p√ļblicos.

Desde 2012, aplico a neuroci√™ncia nas pesquisas de comportamento dentro da ind√ļstria criativa. Para aumentar meu conhecimento sobre as influ√™ncias do c√©rebro e sistema nervoso nas dimens√Ķes biopsicossocial, cultural e espiritual do comportamento humano, conclu√≠ o mestrado em Neuroci√™ncia pela Escola de Medicina da Universidade de Pisa (It√°lia), Depto. de Patologia Cir√ļrgica, M√©dica e Molecular e Medicina Cr√≠tica,¬†linha de pesquisa em pr√°ticas contemplativas. Segui pesquisando no PhD na Universidade de Lisboa (Portugal), com o projeto The First Manifestations of Consciousness in Humans¬†(desenvolvimento da consci√™ncia em crian√ßas, do per√≠odo fetal at√© os 3 anos). O programa de doutorado foi descontinuado e, hoje,¬†resido no Brasil.

icons_site 4Minhas √ļltimas experi√™ncias profissionais incluem a Euromonitor, l√≠der mundial em pesquisa de an√°lise estrat√©gica, participando de estudos qualitativos para empresas como Pfizer (sa√ļde global),¬†Walgreen (bem estar), Penguin (editora), Tiffany & Co (bens de luxo) e LEGO (brinquedos e jogos). Comecei¬†a aplicar neuroci√™ncia como pesquisadora social, sempre orientada pela neuro√©tica e com m√©todos n√£o-invasivos.¬†Avalio respostas n√£o-conscientes dos consumidores para ter uma vis√£o profunda dos comportamentos, usando tecnologias como¬†eletroencefalograma¬†(registro da atividade do c√©rebro), fMRI e sistema de codifica√ß√£o facial. Trabalhei tamb√©m na Dell, com experi√™ncia do usu√°rio, e no Grupo RBS, com comunica√ß√£o multim√≠dia.

Simon Sinek acertou: “100% dos consumidores s√£o pessoas. Se voc√™ n√£o entende de pessoas, voc√™ n√£o entende de neg√≥cios”.¬†Existimos em um mundo que precisa se tornar mais socialmente justo e economicamente sustent√°vel. Se voc√™ quer que o produto ou servi√ßo que voc√™ est√° criando tenha mais chances de se adaptar (e sobreviver), pesquisar √© a forma confi√°vel de entender as pessoas que v√£o se beneficiar do seu trabalho.

Vamos trabalhar juntos? hello@baldassocarol.com | LinkedIn

O que você faz, faz diferença Рe você precisa decidir que tipo de diferença você quer fazer.

Jane Goodall