Mindfulness

Praticar mindfulness nos permite introduzir momentos de autocuidado no dia a dia, reduzindo o estresse desnecessário.

Participantes do grupo de pesquisa para tese do mestrado, em Pisa

Mindfulness, para mim, é uma das práticas de pausar para se familiarizar com a mente, e aprender a se relacionar de forma mais saudável com todas as experiências. Uma ajuda para gerir a própria existência, e se conscientizar dos hábitos comportamentais e padrões de pensamento que te movem. Cabe em todos estilos de vida. É simples – mas não fácil. Agir com mais clareza e calma não é um estímulo natural, é preciso aprender e praticar. Dou aulas individuais e em grupos de, no máximo, 5 pessoas – presencial ou online.

Para estar capacitada a conduzir os grupos da minha pesquisa de mestrado, na Universidade de Pisa, participei das certificações nos protocolos MBSR, MBCT, BMT, entre outros treinamentos (na Holanda, Inglaterra e França). Essas preparações me permitiram instruir intervenções baseadas em mindfulness – e os grupos da tese, na qual abordei os efeitos de mindfulness em 1) ambiente clínico: mulheres que sofrem de dor crônica, com fibromialgia, pacientes do Hospital Santa Chiara; e 2) estresse regular: grupo de brasileiros morando na Itália, sentindo os efeitos da vida no exterior, como saudade da família e círculo íntimo, e adaptação à nova língua.

Com colegas na Schumacher College – Dartington, vila em Devon, Inglaterra

Minha principal qualificação como instrutora de mindfulness e práticas contemplativas é certificada pela This Is It Mindfulness – Associazione per la Toscana. Conciliando com o mestrado, pude aprender mindfulness com uma visão crítica e com o conhecimento da base neurocientífica da prática, as reações e respostas do sistema nervoso. Os diversos cursos me possibilitaram comparar e combinar jeitos de ensinar – criando um aprendizado flexível, com base em vários protocolos e sem seguir um único programa.

É importante entender que mindfulness não soluciona problemas: expectativas irreais são a maior causa de desistência da prática. Ao ensinar mindfulness, meu escopo é ajudar as pessoas a usar o corpo como uma âncora para o aqui e agora – saindo do piloto automático, do modo fazer para um estado e presença mental de ser.

Turma da 2ª Edição do curso HYB, no Brasil

Hack Your Brain foi um curso (2015-2017) co-criado com a Valkiria Inteligência Criativa, estúdio de design. O objetivo foi introduzir neurociência (e explicar como o cérebro molda nossos comportamentos), e ensinar uma série de práticas de bem estar para reduzir o estresse. O curso me possibilitou conhecer melhor os desafios da prática para diferentes perfis de alunos, e apresentar como a neurociência estuda e valida mindfulness.

Conhece-te a ti mesmo.

Sócrates

Teaching Mindfulness: A Wellness Practice

with-connie-miller
Learning the Buddhist philosophy with teacher Connie Miller, at Lama Tzong Khapa Institute in Italy

I’m a certified mindfulness instructor in Mindfulness-based Interventions, protocols MBSR, MBCT, BMT, among other practices (taken in Italy, England, Netherlands and France). Mindfulness, for me, is the practice of pausing to become familiar with your mind; discovering a healthier way to relate with all experiences. A way to get closer to your behavioural habits and patterns of thought.

It fits into all lifestyles. It’s simple – but not easy. To act more clearly and calmly is not a natural stimulus: it’s vital to learn and practice. I teach individual classes, for adults and children, or in small groups up to ten people (this also applies to teams, within companies).

During my Master’s at University of Pisa I researched the effects of mindfulness in 1) a clinical group of women with fibromyalgia, psychological patients (Santa Chiara Hospital) with chronic pain; and 2) stressed Brazilians living abroad, suffering from regular stress and due to adaptation to new conditions. I took the trainings so that I could be more prepared to instruct both my research groups. The final thesis (Advisor Dr. Angelo Gemignani) was Mindfulness-based Interventions in Fibromyalgia Patients and the Stressors of Brazilians Living Abroad.

Mindfulness can increase self-awareness and develop more self-care. But it’s important to highlight that mindfulness does not solve problems: unrealistic expectations are the major cause of practice withdrawal. My aim is to teach people how to pause, a few times during the day, observing the mind and using the body as an anchor for the present moment – to shift out of automatic pilot, to a state of being instead of doing.

It’s easy to forget but what we’re looking for is already here. And that’s why we need reminding.

Andy Puddicombe